Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: PC prende suspeita de matar dois namorados com chumbinho em Itabuna

segunda-feira, 11 de junho de 2018

PC prende suspeita de matar dois namorados com chumbinho em Itabuna


Por: Oziel Aragão/Plantão Itabuna

Uma mulher sob a mira da Polícia Civil de Itabuna, acusada de matar dois namorados, entre abril de 2017 e novembro do mesmo ano, um período de quase dez meses, foi presa. “Viúva Negra”, (personagem das histórias em quadrinhos do Universo Marvel) é como a suspeita está sendo chamada pelas famílias enlutadas. 
Wane Brenda, 32 anos, foi presa nesta segunda-feira (11), por volta das 15 horas, por uma equipe da delegacia de homicídios que cumpriu o mandado de prisão preventiva. 

De acordo com a polícia, as duas vítimas foram envenenadas por Brenda, ela utilizava “chumbinho”, veneno usado para matar ratos. 

Primeiro ela matou Edvaldo Araújo, 40 anos, morte registrada em abril de 2017 no Hospital de Base de Itabuna. Na ocasião a causa da morte teria sido “infarto agudo do miocárdio, cardiopatia isquêmica, hipertensão arterial sistêmica”.
Porém, a família dele tinha dúvidas acerca da causa da sua morte, pois segundo depoimentos nos autos, ele não estava satisfeito com o relacionamento, alegando que a namorada era ciumenta e possessiva e por isso queria acabar com namoro, fato que era do conhecimento dela.

Wane Brenda não parou por aí, após a morte do primeiro namorado, ela início um namoro com o gerente da loja Magazine Luiza, Evandro Bonfim de Souza, 40 anos. Segundo a família, em contato com o Plantão Itabuna, o relacionamento deles não tinha muito tempo, um período aproximado de três meses. “Ele passou a dormir na casa dela tem pouco tempo”, revela uma cunhada.

 A “Viúva Negra” deu início ao segundo caso macabro em pouco tempo, sem motivos revelados. Evandro, passou mal após ingerir uma medicação dada por Brenda, foi socorrido para o Pronto Atendimento da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. Nesse caso, o médico informou de cara que os sintomas da vítima apresentavam sinais aos de envenenamento por substância conhecida por “chumbinho”.

Segundo a polícia, por ter ocorrido um socorro rápido, o gerente, querido pelos colegas e familiares, estava prestes a receber alta médica. Entretanto, Ela, Brenda, armaria outra cilada, na calada da madrugada, ainda no leito do hospital.
Conforme a polícia, em uma madrugada Evandro teve uma parada cardíaca, estando acompanhado de da namorada, que parecia estar ali para ampará-lo, dar amor e carinho. Mas não, ela envenenou o namorado novamente. De acordo com a PC, iniciou outra correria dos plantonistas, tentaram a reanimação, colocaram uma sonda gástrica, por onde saía um material escuro parecido com “chumbinho”. Ele, não resistiu.

Momento da Prisão



Sob suspeita

Diante dois casos, as famílias uniram-se e resolveram cobrar resultados a polícia, suspeitando da Wane Brenda. 
A equipe da delegada Magda Figueiredo, DH (Delegacia de Homicídios), solicitaram autorização judicial, realizou-se a exumação do corpo do primeiro namorado morto e encaminhadas pela Polícia Técnica amostras para exames em Salvador.
“Batata”, os resultados dos exames “pesquisa de psicotrópicos, psico-estimulantes e venenos” nos corpos de EVANDRO e EDVALDO foram comparados e obtiveram o mesmo resultado, comprovando ter sido o mesmo tipo de chumbinho nas duas mortes.
Sem dúvidas do caso, com provas testemunhais e materiais, foi solicitado o Mandado de Prisão Preventiva da chamada “Viúva Negra” de Itabuna, Wane Brenda.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!