Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: Riachão do Jacuípe: atendimentos prestados pelo Estado são encerrados no Hospital João Campos

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Riachão do Jacuípe: atendimentos prestados pelo Estado são encerrados no Hospital João Campos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) encerrou os atendimentos que eram prestados no Hospital Regional João Campos Riachão do Jacuípe, no nordeste baiano, pela pasta. Um ofício assinado pela titular da Superintendência de Gestão dos Sistemas de Regulação da. Atenção à Saúde (Suregs) da Sesab, Ana Paula Andrade, obtido pelo BNews, detalha que “em virtude da necessidade de reorganização da rede hospitalar no município e tendo em vista a existência de três unidades de saúde, informamos que a partir de 1° de agosto, a unidade não deverá mais realizar atendimentos e a realização de cirurgias eletivas até então executados e remunerados via Sesab”. Ainda de acordo com o documento, toda demanda de cirurgias eletivas será direcionada para ser executa no hospital, gerido pelo Instituto de Ação Social (ISAS).

Procurada pela reportagem, a assessoria da Sesab esclareceu ao site “se depender do Governo do Estado, o Hospital Regional João Campos não irá fechar as portas. Porém é preciso esclarecer que essa unidade é privada e em nenhum momento o Governo do Estado falou em fechar qualquer coisa. Isso só depende da capacidade de gestão de quem administra a unidade hospitalar”.

A pasta explica ainda que “os técnicos da Secretaria da Saúde do Estado propuseram que as cirurgias agendadas, ou seja, aquelas que não são de urgência e emergência, fossem redirecionadas do Hospital Regional para o Hospital Municipal, pois ele teria mais infraestrutura e leitos”.

Ainda de acordo com a Sesab, “ao reavaliar o caso do hospital, a Secretaria da Saúde do Estado apontou que a única forma de manter o contrato de aproximadamente R$ 60 mil por mês com a unidade era se ele fosse regulado”. Isso quer dizer que a partir de agora, “independentemente do tipo de cirurgia, seja um procedimento de hérnia, vesícula ou retirada de útero, os pacientes terão que ser cadastrados no sistema chamado Lista Única, do Governo do Estado. É assim que funciona em todos os municípios da Bahia e ainda não tinha sido implementado em Riachão do Jacuípe”, encerra.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!