Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: Debate da TV Gazeta é marcado por repúdio a radicalismo na disputa eleitoral

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Debate da TV Gazeta é marcado por repúdio a radicalismo na disputa eleitoral

No primeiro debate após o atentado contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL), o repúdio à violência e ao radicalismo político deu o tom do discurso dos presidenciáveis. O encontro aconteceu ontem à noite e foi organizado pela TV Gazeta, em parceria com o Estado de S. Paulo, a Rádio Jovem Pan e o Twitter. 
Nas considerações iniciais, os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles pontuaram a necessidade de pacificar a discussão política. Em lugar dos ataques, muito presentes nos debates anteriores, temas como educação, saúde e saneamento básico foram colocados em pauta. Também estiveram presentes os postulantes Ciro Gomes (PDT), Alvaro Dias (Podemos) e Guilherme Boulos (PSOL).
Os aspirantes ao Planalto entraram em um acordo e pediram à direção do debate a anulação da regra que determinava a permanência do púlpito vazio. Com isso, a bancada reservada para Bolsonaro foi removida do estúdio. Como o PT ainda não tem uma candidatura oficial, nenhum representante do partido esteve presente.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!