Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: 'Estamos chocados', diz viúva de PM assassinado no Dois de Julho

sábado, 25 de maio de 2019

'Estamos chocados', diz viúva de PM assassinado no Dois de Julho

Do Correio 24 horas
Viúva do policial militar Everaldo Costa Júnior, 38, a enfermeira Taís Alessandra Costa, 40, resumiu a perplexidade de amigos e familiares diante do assassinato do PM, na noite dessa sexta (24): “Estamos chocados. É claro que, como policial, ele sabia que poderia morrer a qualquer momento, mas ele era uma pessoa de bem com a vida, brincalhona e querida por todos”.
Lotado na 16ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Comércio), Everaldo foi baleado no rosto por volta das 20h de sexta-feira, na recepção do hotel que ele mantinha há dois anos na Ladeira do Gabriel, na região do Dois de Julho.  O crime foi testemunhado por funcionários do local e registrado por uma câmera de segurança.
Segundo relatos, o assassino teria dito antes de disparar: “Tá vendo que eu encontrei você?” A provocação leva a crer que o crime tenha sido uma execução encomendada contra o policial, que trabalhava no policiamento ostensivo. “O fato dele estar na ronda o deixava muito exposto, por isso mesmo, acreditamos que alguém o seguiu e o vigiava na intenção de cometer uma vingança”, comentou um amigo da família, que pediu para não ser identificado.
Amigos e familiares estiveram na manhã deste sábado (25), na sede do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) para liberação do corpo. Na oportunidade, os colegas de corporação foram prestar solidariedade à família, que aguardava a chegada de uma irmã do policial, que mora fora do País, para realizar a cerimônia de sepultamento nesse domingo (26), no Cemitério Bosque da Paz. 
Em nota, a Polícia Militar da Bahia lamentou a morte prematura do PM Everaldo Costa Júnior, que, embora tenha sido socorrido de forma imediata, não resistiu ao ferimento e faleceu na unidade hospitalar.
“O soldado PM Everaldo era muito querido pelos companheiros de profissão, durante os quase oito anos em que esteve na PMBA, também gozava do melhor conceito entre seus pares e superiores hierárquicos na 16ª CIPM, onde era lotado atualmente. Todos os esforços serão empenhados pela PMBA e pela força-tarefa da Secretaria da Segurança Pública, que atua na investigação de crimes contra profissionais dos órgãos de segurança pública, para identificar e prender o autor deste crime”, informou a nota da corporação.
Até a tarde de hoje, nenhuma prisão havia sido divulgada.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!