Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: Namorada de "Wilde", sobrevivente do ataque em Itacaré descreve como se livrou da morte

terça-feira, 14 de maio de 2019

Namorada de "Wilde", sobrevivente do ataque em Itacaré descreve como se livrou da morte

O caso de um duplo homicídio e uma tentativa em Itacaré, no último final de semana, teve uma história de sobrevivência atípica. A jovem Michelly Aguiar, 20 anos, fingiu-se morta no momento dos disparos, foram cerca de 40 tiros, segundo testemunhas. Ela estava com o namorado Willdeney Avilez Pereira do Carmo, conhecido pelos amigos como "Wilde", além da companhia de Tailan Santos, este com registro de prisão em Vitória da Conquista sob acusação de vender carros roubados. Segundo um policial, o namorado de Michelly não tinha envolvimento com a criminalidade.

De acordo com testemunho da vítima, quando os bandidos se aproximaram e começaram a atirar ela colocou uma caixa de som protegendo a sua cabeça, escorregando para baixo do veículo e evitando a respiração. Conforme o relato, os bandidos ainda balançaram a cabeça dela com uma arma a fim de verificar se a jovem estava morta ou não. "Ela pensou em chorar quando viu o namorado baleado e caído no banco do carro, mas Deus lhe deu tranquilidade, só Deus mesmo para ela está vivo", revela um parente.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!