Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: A migração de criminosos para cidades menores que Itabuna e Ilhéus

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

A migração de criminosos para cidades menores que Itabuna e Ilhéus

"Migração", essa é a palavra que define os ocorridos em cidades como Pau Brasil, Santa Luzia e Uruçuca nos últimos dias. Uma verdadeira invasão de traficantes está provocando pânico nas cidades com menos de 30 ou 20 mil habitantes.

Em entrevista ao Plantão Itabuna, em 2018, a delegada Lisdeile Nobre, já falava sobre esse fenômeno de "fuga" dos bandidos das cidades com mais de 100 mil habitantes. O motivo aconteceu por conta do combate ao tráfico, prisões de líderes das facções, com o prejuízo e sufocados pelas polícias, eles "migram" para locais com menor efetivo policial.

De acordo com o delegado regional André Aragão, mesmo com "lideranças" presas em unidades prisionais de Itabuna ou até mesmo em outros estados, células da criminalidade tentam levantar recursos praticando crimes contra o patrimônio nas cidades vizinhas, como, por exemplo, assalto a banco e estabelecimento comercial. Entrevista também de 2018, percebe-se que o tempo e o espaço permanecem nas organizações criminosas, contudo, a polícia aprimora ainda mais o seu papel de estado e realiza sempre novas prisões.

Fato recente corrobora com a abordagem textual, suspeitos de pertencerem a uma facção de Itabuna, tombaram em Pau Brasil. Elias Santos de Souza, de 30 anos, morava no bairro Mangabinha, o comparsa também residia pelo menos 85 km distante da sua naturalidade.
A pergunta que não quer calar questiona sobre a solução do problema. Mais presídios? Mais educação? Mais Cultura? Pilares ideais para uma sociedade tranquila, porém, distante da nossa realidade. O crime é crescente, fato, restando para a população, o trabalho excelente das autoridades policiais. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!