Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: A conta do óleo maldito já chegou. Pescadores e marisqueiras pagam caro

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

A conta do óleo maldito já chegou. Pescadores e marisqueiras pagam caro


Levi Vasconcelos
É óbvio que numa tragédia como a do petróleo que emporcalha nosso litoral, todos perdem, e muito, mas como sempre, a conta fica bem mais cara para a banda mais pobre.
Numa audiência pública realizada ontem à tarde na Assembleia pela Comissão de Meio Ambiente, à frente o deputado Marcelino Galo (PT), a maciça presença de pescadores e marisqueiras de Salvador, ilha de Itaparica e cercanias, traçou bem um painel (dramático) da situação.
Eles afirmam que o intenso noticiário sobre o assunto assusta a população. E com razão. Porque em alguns casos, até o chumbinho, um marisco, sai com cheiro de óleo e eles próprios desistem de pegá-los, o que até antes do óleo, era rotina.
Sem nada
Noeli Nascimento dos Santos, ligada à Cooperativa de Pescadores Baía de Todos os Santos (Coopesbas), resume o drama de mais de dois mil pescadores e marisqueiras:
— Não estamos vendendo nada, porque ninguém quer comprar. No Porto da Sardinha, a sardinha está dando de R$ 0,50 o quilo, de R$ 0,20 o quilo, e não vende. Temos filhos para criar, não temos defeso, bolsa família, nada.
Maria Rita dos Anjos, do povoado de Misericórdia, próximo a Itaparica, a cidade, vai na mesma tecla:
— Minha tia Donata está com o catado de siri todo enfonado lá. Ninguém quer comprar. E nós, como ficamos?
O pior é que não há quem aponte um caminho. O ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, que deveria estar procurando-o, faz acusações levianas ao Greenpeace.
Moreré, o óleo tóxico
Moreré, na Ilha de Boipeba, em Cairu, um paradisíaco lugar ponteado por piscinas no meio do mar, virou vítima do óleo da pior forma. Voluntários achavam que a situação estava sob controle, mas ontem, grandes manchas trouxeram um material tão tóxico que derrete as luvas e libera gases ‘irrespiráveis’.
Vítor Santana, músico mineiro que ajuda os pescadores, disse que o pessoal está angariando recursos para comprar novas luvas.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!