Plantão Itabuna - A denúncia é sua, a missão é nossa: Estudo sobre a literatura nas redes sociais é tema de livro de professor baiano.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Estudo sobre a literatura nas redes sociais é tema de livro de professor baiano.



Mediante o desenvolvimento das mídias digitais são muitos os discursos e linguagens que ganham “novas versões” no ciberespaço. A literatura é uma dessas linguagens, que está experimentando novas tendências no meio digital.
.
Baseado no conceito de ciberliteratura defendido pela pesquisadora Lúcia Santaella (2012), que define o termo como a profusão quantitativa e qualitativa de seus formatos, protótipos e estilos no ciberespaço, o professor baiano Diêgo Raniery, lança o seu primeiro livro: “Ciber_literatura: a produção literária em tempos de redes sociais”, no próximo dia 05 de dezembro, no Shopping Jequitibá, em Itabuna-Ba.
.
Para o autor, a proposta é analisar as produções literárias que estão surgindo nas redes sociais, sobretudo no Facebook e no Instagram. A partir desta análise serão debatidos alguns temas, como a noção e concepção de autoria, a fragmentação da narrativa, as novas relações textuais criadas a partir do conceito de hipertexto (matriz de textos potenciais), a relação texto/imagem, a interatividade, a virtualização do texto literário e a introdução do conceito de ciberliteratura.
.
Além disso, o livro pretende ser mais um objeto de pesquisa para estudantes e interessados nas áreas de letras, comunicação e marketing digital, pois aponta os desdobramentos da confluência verificada entre as linguagens literárias e publicitárias adotadas como estratégias de engajamento pelas empresas em suas redes digitais.
.
Para Diêgo, “a hipótese é de que estes fragmentos literários, fontes literárias ou pensamentos de autores consagrados pelo grande público são deslocados e ressignificados para atender demandas mercadológicas”.
.
Ao fazer um levantamento de várias produções literárias que surgem nas redes sociais, será objeto de estudo o caso da fan page Eu me Chamo Antônio que já conta com mais 1 milhão de seguidores dos guardanapos poéticos no Facebook e  Instagram.
.
Diêgo Raniery é bacharel em Comunicação Social pela UESC, com especializações pela UFBA e pela UESC. Também possuí mestrado no programa de Letras: Linguagens e Representações da UESC onde desenvolveu sua pesquisa. Atua como professor e coordenador do curso de Jornalismo da Unime Itabuna.
.
Dessa forma, o livro pretende colaborar com os estudos sobre as mudanças de paradigma na produção e recepção da literatura. É preciso entender até que ponto e de que maneira, se diferenciam a forma e a sensibilidade literária da modernidade e da pós-modernidade frente aos avanços das tecnologias digitais e aos novos papeis desempenhados pelo leitor/texto.  Diante deste contexto, faz-se necessário este estudo sobre a literatura digital, na medida em que o leitor navegante conectado à rede da Internet assume responsabilidades, participação e “poderes” cada vez maiores na construção do sentido e reconhecimento da escrita literária.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE!

PUBLICIDADE!